Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O primeiro semestre de 2011 ficou marcado na Miranda pelos assaltos ocorridos. Relembro que em Maio do ano anterior duas habitações foram assaltadas(demorando  apenas durante o horário em que decorria a missa de Domingo), bem como a sede da Junta de Freguesia, na qual os efeitos do assalto se reflectiram apenas no arrombamento das portas. Em Outubro a capela de Santo António viria a ser também "visitada" pelos amigos do alheio ( furto da imagem de N. Srª de Fátima e esmolas devotas a esta santa) deixando chocados, principalmente, os habitantes do lugar de Cendufe.

Passados cerca de quatro meses, os habitantes daquele lugar voltam a temer pelos perigos de assalto depois da notícia de assalto a uma habitação (de residentes) naquele lugar. Alguém terá entrado na residência, sem deixar sinal de arrombamento, e levado o dinheiro e ouro que o casal guardava no mesmo local juntamente com documentos, fotografias, entre outros.

A descoberta do caso deu-se quando um conhecido, que se encontrava a trabalhar em Padreiro (Sta Cristina), encontrou num terreno alguns documentos e entrou em contacto com aquela família que veio a confirmar a falta destes.

O caso já foi participado à GNR de Arcos de Valdevez, mas mais uma vez o receio de situações idênticas volta a instalar-se entre os mirandenses.

Diz o ditado que "cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém", contudo todo o cuidado é pouco e devido ao período difícil que o país atravessa mesmo um cuidado reforçado pode não ser o suficiente.

Autoria e outros dados (tags, etc)





Último comentário

  • Anónimo

    VivaEste servico esta muito irregular....mas e a e...


Notícia mais comentada