Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Olá a todos!

Devo novamente um pedido de desculpa a todos os seguidores deste blogue. Os atrasos nas publicações têm sido uma constante, mas felizmente o povo mirandense e amigos têm a possibilidade de partilhar através da rede social "Facebook" e os maiores destaques são sempre publicados por alguém que também goste de divulgar a nossa terra e o que nela se passa.

Sempre que de outra forma não conseguir actualizar o blogue, farei uma actualização mensal.

 

  • Falecimento

Comecemos pelas coisas tristes. No final do mês passado faleceu o sr. Domingos Fernandes, do lugar da Pontinha, casado com a D.Deolinda, vítima de doença que se veio a agravar. Hoje realizou-se a missa de 30º dia.

  • Parque de merendas

O Parque de Merendas da Poça do Couto continua a ser ponto de encontro e convívio para grupos e/ou amigos. De entre as várias frequências, destaco um grupo de cavaleiros e um grupo de "colecionadores" de motos antigas. Este último realizou pelo segundo ano o seu passeio e podem ver-se fotos no "Facebook" em "Baldios da Miranda".

  • Mau civismo

Vou chamar de mau civismo a algo que sucedeu na Poça do Couto. Um determinado dia, eu e todos os que por lá passaram, deparamo-nos com um triste espectáculo junto da estrada que dá acesso ao lugar da Vaqueira - o cangaço de uma vaca. A acumular moscas e sabe-se lá mais o quê, lá esteve o dito exemplo (ou péssimo exemplo de cidadania e respeito pelos outros) durante cerca de dois dias. Criticaram quem o fez (será que permanece no anonimato?) e criticaram-se as autoridades da freguesia (com ou sem motivo?) pela demora no regularizar da situação. De quem é a culpa? Nossa! A meu ver acaba por ser de todos. Dos que fazem, dos que apoiam, dos que não tomam atitude de impedir. No fundo todos somos responsáveis pela desunião...uns porque a provocam e outros porque nada fazem por impedi-la e no final todos sofremos com estas atitudes vergonhosas que só deixam mal a terra, mas principalmente o seu povo. Revoltou mesmo ver aquele cenário, até porque a estrada é frequentada por dois autocarros escolares. Se muitas crianças viram? Não está em causa. A falta de civismo e mau exemplo é que sobressaem sempre.

  • Abuso de poder

Continuando nos maus exemplos. Há uns tempos fizeram circular na internet, concretamente no "Facebook", onde tudo se sabe e tudo acontece também, um vídeoque  poderia ter tido o seu sentido de humor se fosse noutra circunstância. Refiro-me ao vídeo de um mirandense com os paramentos de sacerdote numa imitação do mesmo na capela de Sto António (Cendufe). Numa vertente humorística teve a sua graça, mas atendendo a que se encontrava numa capela, cujo acesso lhe é permitido como um dos zeladores da mesma acabou por cair num lamentar de ideias pela falta de respeito perante o local onde se encontrava, bem como pelo facto de abusar do poder de ter acesso livre à capela e aos ditos paramentos (assim como a tudo o que lá se encontra). Numa filmagem, num teatro, num outro qualquer espectáculo teria a sua graça, mas quando se fala de abuso de posse acaba por se tornar irresponsabilidade e falta de respeito para com a confiança depositada.

  • Vandalismo

Uns trabalham para melhorar e outros para derrotar. Então não é que soube (já muitos devem saber, porque sinto-me mesmo desactualizada) que até as cordas do passeio empedrado em redor da Lagoa da Poça do Couto sofreram um corte? Estamos em crise e é preciso cortar, segundo o Governo português, mas a cortar as cordas só aumentam os gastos.

  • Mês de Maio

Mês de Maio, mês da flores, mês das Mães e mês de Nossa Senhora.

Ainda se mantém viva a tradição das maias (ramos de giesta) colocadas na noite de 30 de Abril para dia 1 de Maio, celebrando o milagre de Nossa Senhora quando se refugiou com o Menino. Conta a história que a porta da casa onde Nossa Senhora entrou com o Menino foi marcada com um ramo para que no dia seguinte os guardas do Rei os pudessem encontrar. Então, dá-se um milagre e na manhã seguinte todas as portas tinham um ramo igual confundindo assim os guardas.

No dia 5 de Maio realizou-se, em Portugal, o Dia da Mãe. Na Miranda, desde há uns anos, esse dia tem vindo a ser celebrado e mais uma vez o Grupo de Jovens não fez esquecer a homenagem anual às Mães, oferecendo uma rosa a cada mãe que se econtrava na missa daquele dia, enquanto um poema era lido. Este ano também o Padre João quis participar na homenagem e ofereceu um cartão a cada mãe. Embora estas homenagens sejam materialmente destinadas às mães de ventre, o poema e o dia são dedicados às Mães de coração, porque uma "Mãe não é a que pare, mas a que cria"!

  • Festa de Sto António a aproximar-se

Estamos amenosde um mês da festa de Sto António e de N. Srª das Dores, na capela do lugar de Cendufe. No passado Domingo não se realizou a Eucaristia Dominical na Igreja Paroquial, tendo esta sido celebrada na capela de Sto António para dar lugar ao início das festividades com o Hastear da Bandeira. No final da missa deu-se uma pequena arrematação de ramo. Não muito longe vai o último ano em que houve arrematação de ramo, contudo "já lá vão mais de uma dúzia", como se diz na linguagem popular. Como, a meu ver, não poderia deixar de ser, o nosso "ti Zé do Eido" (Cendufe) fez-se destacar para atrair a atenção dos presentes e fazer valer o que algumas pessoas ofereceram para ser leiloado. Já lá vão os tempos em que uma arrematação era um momento de "despique", mas sobretudo de diversão (e algum "conflito" por vezes), mas vale sempre a pena reviver um pouco ainda que o dinheiro não ajude a valer nestas iniciativas, nem as condições atmosféricas.

Em breve, tentarei partilhar um pequeno vídeo que me passaram para ficarmos com uma recordação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Último comentário

  • Anónimo

    VivaEste servico esta muito irregular....mas e a e...


Notícia mais comentada