Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




  • Mês do Emigrante

O mês de Agosto sempre foi considerado o mês do emigrante e embora já muitos dos nossos emigrantes nos visitem em Julho, Agosto será sempre o mês dos emigrantes.

Mais pessoas, mais movimento na terra.

Não houve comissão de festas para a festa de N. Sra do Emigrante, contudo a comissão anterior não quis deixar que nada se fizesse e organizou um convívio em honra da Srª do Emigrante. No dia 14 de Agosto realizou-se uma procissão de velas que contou com grande número de participantes e seguiu-se um pequeno convívio com tocata de concertinas e cantares populares. Já no dia 15 foi dia das Primeiras Comunhões e ainda na vertente religiosa realizou-se da parte da tarde uma procissão em honra da N. Srª do Emigrante que contou com várias bandeiras e o andor de N. Srª de Fátima e, claro, o andor de N. Srª do Emigrante. No final, a Rusga da Miranda fez a sua actuação e entre porco no espeto e tocatas de concertina muitos viras e canas verdes se dançaram até bem tarde (cerca das 24horas ainda muito se dançava) no terreiro da Mosteiro da Miranda.

 

  • Falecimento

No dia 11 de Setembro recebemos a triste notícia do falecimento do sr. José Dantas Gonçalves, nosso conhecido como "ti Zé da armada", do lugar do Cotão. Contava já com 91 anos de idade, mas nada (aparentemente) fazia prever esta inesperada triste notícia. O corpo esteve em câmara ardente na igreja paroquial da nossa freguesia entre os dias 12 e 13 onde se realizou a missa de corpo presente, seguindo-se o funeral para o cemitério da Miranda.

 

  •  Incêndios

Entre os dias 18 e 22 de Setembro o inferno vivido por muitos portugueses nos meses quentes de Verão foi vivido pelos mirandenses. Na Quarta-feira um pequeno incêndio deflagrou na zona de Soutelhinhos o que levou a que no dia seguinte meios aéreos estivessem no local a combater as chamas. No Domingo, dia 22, a situação viria a piorar e um incêndio começava pela madrugada perto dos lugares do Carvalhal e Letrigo percorrendo monte até ao lugar de Soutelinhos. As temperaturas altas para a época não vieram ajudar e as chamas chegaram a colocar habitações em perigo. Ao que se sabe chegou mesmo a arder uma casa não habitada.

 

  • Eleições autárquicas

A Miranda decidiu-se pela mudança, ao invés da continuidade, embora a chamada lista da continuidade encabeçasse novo candidato.

A lista candidata pelo PSD e que contava com Alfredo Varandas, José Varandas e Avelino Neiva contou com 101 votos contra 163 votos obtidos pela lista Independente presidida por Fernando Silva, Domingos Leal e José Oliveira.

 

Fica uma tabela de comparação relativa às Autárquicas de 2009:

Fonte:RTP (www.rtp.pt)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Último comentário

  • Anónimo

    VivaEste servico esta muito irregular....mas e a e...


Notícia mais comentada