Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Esta é uma publicação difícil. O objectivo do blogue Miranda em Notícia é o de publicar o que acontece - o Bom e o Não Bom. Há sempre uma crítica ou uma opinião/visão pessoal sobre alguns acontecimentos, é certo, mas o objectivo é o de registar. Sim, o de registar. Não sendo fácil dar a notícia em primeira mão (nem segunda, nem terceira e por aí em diante) fica o blogue como uma página de alguns registos, uma página de memória. Contudo, não podia deixar passar a referência que se segue.

Para que não haja mal entendidos, adianto já que é uma crítica negativa, não o nego, mas é necessário o bem entender da situação. Muitos apontarão a crítica para um lado, outros para outro. Eu aponto para ambos os lados, pois a maneira de uns agirem (ou reagirem) leva à atitude dos outros e vice-versa.

A lei da agricultura sobre a formação de quem manuseia produtos de sulfatação não é recente. Desde a venda dos produtos, passando pelo equipamento até ao "sulfatador" muito se tem falado e escrito, principalmente no último ano. Chegou "o aperto de cumprimento da lei" às terras de Valdevez e a Miranda faz parte. Porém, os mirandenses são o típico português que não honra os seus antepassados heróis. É muito forte a expressão? A justificação é directa. Enquanto que noutras freguesias, cada inscrito na dita formação para manuseamento dos produtos de sulfatação recebe, por dia de formação, o valor referente ao subsídio de alimentação (4,27€, salvo erro), na Miranda cada formando paga uma totalidade de 125€. A culpa desta situação é da Junta de Freguesia que não conseguiu trazer para a Miranda o que os outros presidentes conseguiram para as suas freguesias. Refiro "não conseguiu", pois não sei se houve esforço, de qualquer forma falhou, pois os outros conseguiram. MAS, a culpa é em mesma conta e medida do POVO, o mesmo povo que VOTA, ELEGE e SE ACOMODA ao que lhe é servido. Afinal de contas mudam-se os tempos, mas não se mudam as vontades. Resumindo, como é que um povo se acomoda a pagar 125€ por uma formação quando outros vão receber 4,27€ por cada dia* dessa mesma formação de 50 horas*?

Em muitos outros locais os formandos pagam para ter a formação, mas a nossa intenção é o melhor para nós ou para os outros?

 

* O valor é pago sendo que em cada dia o número de horas seja superior a 3 horas de formação até ao total das 50 horas

Aqui pode ler-se toda a informção sobre a formação para uso dos produtos fitofarmacêuticos (sulfates)

Autoria e outros dados (tags, etc)





Último comentário

  • Anónimo

    VivaEste servico esta muito irregular....mas e a e...


Notícia mais comentada