Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Devido a problemas técnicos do computador - porque as máquinas também "adoecem" e precisam de "médico" de vez em quando, infelizmente - não me foi possível ir postando notícias sobre a "nossa" Miranda. Sem notícias de grande relevância, apenas se destacam os falecimentos que no espaço de um mês enlutaram famílas do lugar de Mangoeiros, sendo os falecidos o sr. Manuel Cunha Barreiro, casado, vitima de doença, encontrando-se em casa de acolhimento, após internamento hospitalar; e a D.Candida Dantas Pereira, viuva, a residir na vila (salvo erro).

Tal em todo o país as primeiras chuvas de Outubro, logo no primeiro fim-de-semana, causaram pequenos danos, como é habitual nestas situaçoes, como por exemplo, vinhas caídas, derrocadas de areias e outros detritos, galhos/pequenas arvores tombadas....mas nada de relevante.

 

 

 

Situação observada há uns tempos

 

No mês de Setembro, ia eu certo dia a passar junto da paragem da Poça do Couto quando me deparo com o seguinte aparato: mesmo diante da paragem encontrava uma enorme pilha de troncos colocados precisamente em frente do abrigo da paragem impedindo desta forma qualquer pessoa que em caso de necessidade precisasse de la entrar. Assim ficou a dita pilha durante uns dias (ironia do destino que no dia em que levei a máquina fotografica ao la passar já se encontravam os senhores que trabalham nas madeiras, e a quem esta pertencia, a retirá-la a fim de a transportarem). E qual é o problema se não foi necessario utilizar o abrigo? Pois é, não foi necessário, mas foi feito para ser usado e assim como a chuva veio na semana seguinte poderia ter-nos brindado nessa mesma semana, ora havendo estudantes pertencentes aquela paragem onde se abrigavam em caso de chuva ou ventos fortes?

Autoria e outros dados (tags, etc)




Último comentário

  • Anónimo

    VivaEste servico esta muito irregular....mas e a e...


Notícia mais comentada