Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Poderia ser algum tipo de anedota ou piada ligeira, mas é a realidade. Os incêndios que iniciaram na zona Vaqueira/ Insua no sábado tiveram hoje continuidade. Pelo que uma boa parte da zona verde destes lugares está a ficar de luto. Espera-se que não lavre durante muito mais tempo, bem como que não atinja o lado da floresta, embora esta se apresente limpa. Dado que parte do monte hoje ardido se encontrava limpa e mesmo assim não escapou à comum "cabeça-vermelha".

Não é comum pelo mês de Abril vermos metros e metros de monte ser consumido pelas chamas. O lugar da Vaqueira tem parte do seu monte ardido, bem como o lugar da Ínsua. Ao longe não é tão perceptível quanto a verdadeira realidade, uma vez que em locais de maior densidade de árvores, e apesar de as labaredas subirem até uma altura razoável, os ramos verdes cobrem uma boa parte.

Quando os habitantes assistiam à enorme fogueira que lavrava e atravessava a estrada, impedindo a circulação de qualquer tipo de trânsito, uma outra fogueirinha iniciava ao longe numa bouça. Refiro que para além dos terrenos serem bastante desviados, não crendo por isso a população no facto de que possa ter sido uma fagulha a arder, também o vento corria em sentido contrário, não favorecendo essa situação. Portanto, chega-se à facilidade de que, tal como as pessoas poderam assistir que nalguns locais eram as faulhas levadas pelo vento que faziam arder metros mais à frente, nessa bouça não foi o caso. Embora o terreno estivesse limpo o fogo encontra sempre por onde arder e quase colocou em risco uma corte de animais num campo próximo. É uma realidade a existência de caminhos, bouças e campos estarem de forma a não facilitar passagem, contudo, para além de haver outras alternativas, arderam espaços de "área limpa" o que leva a crer no intuito de maldade.

O único consolo, se é que assim se pode considerar, é o facto de sabermos que com temperaturas mais elevadas e a meio do Verão seria muito pior.

Ficam algumas fotos e um vídeo:

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A velha Miranda torna-se nova a cada vez que alguém a tenta dinamizar ou divulgar.

Os nossos pequenos jovens também já começam a entender que infelizmente vivemos numa freguesia que à primeira vista nos parece pouco ou nada conhecida, pouco ou nada activa e também eles começam a querer contribuir para a divulgação e dinamização da nossa terra.

Deixo-vos aqui um pequeno texto que um dos nossos pequenos jovens resolveu escrever para descrever a Miranda.

 

"Miranda, uma terra com tradição.

Uma terra rica em zoologia.

Uma freguesia pouco investida, mas com grande potencial.

Tem um Grupo de Jovens muito dinâmico que luta para o progresso da freguesia.

Um Conselho Directivio de Baldios que tem investido muito na terra.

Uma Junta que representa a freguesia.

Miranda precisa de ser mais desenvolvida.

Tem uma floresta imensa e bela.

Um Parque de Merendas que é muito utilizado pelos turistas que visitam a terra.

Também a freguesia de Miranda tem um pároco, padre João, que zela pelas regras da Igreja.

Miranda já teve um convento muito conceituado.
Miranda uma terra com tradição, cultura e religião."

Autoria e outros dados (tags, etc)




Último comentário

  • Anónimo

    VivaEste servico esta muito irregular....mas e a e...


Notícia mais comentada